• Luane Bittes

10 Dicas para rituais de casamento

Atualizado: Mai 12



A cerimônia de casamento em si já é um lindo ritual, aguardado pelos noivos, amigos e familiares, com muito entusiasmo e alegria. Quer algo mais bonito do que ver um momento de puro amor?


Para atender qualquer casamento o profissional de eventos ou cerimonialista deve se atentar que o mais importante a observar é a realidade e a personalidade do casal.



Abaixo listo algumas dicas que escritas não demonstram o tamanho da emoção vivida no momento de sua realização, lembrando que, o ritual “faz parte” da cerimônia e do protocolo, ele não “elimina” os momentos essenciais e especiais que são as bênçãos dos pais, os votos, a troca de alianças e a benção final pelo celebrante.


Eis então!


1 - Ritual das chamas – fogo e velas aromáticas


Os padrinhos ou familiares (sugere-se os pais) acendem duas velas, representado cada família. Os noivos com suas respectivas famílias acendem uma terceira vela, significando a chama do amor presente nos seus corações, primeiramente dos familiares, depois dentro da união do casal.


Posteriormente a vela ficará no altar dos noivos, representando assim a união entre as famílias e sentimentos. O fogo traz a energia da transmutação, da chama do amor sempre acesa.


Cartas de mágoas ou traumas bem como pedidos de felicidade podem ser queimadas neste momento caso faça sentido aos noivos! Por ser um ritual o que valerá é a intenção real dos noivos, o que eles querem queimar? O fogo tanto pode manter como destruir a vida.


A terceira vela significa o nascimento de uma nova vida, esta deve ser uma vela bem bonita e de preferência aromática!


2 - Ritual do Baú


Um baú com cadeado é entregue aos noivos com vinho e bilhetes de amigos e familiares. Noivos, familiares, padrinhos e amigos inserem mensagens positivas aos noivos, que podem a cada ano abrirem esse baú para consagrar este vinho, lembrando sempre de promessas de amor e momentos de felicidade, bem como de votos de felicidade pelos familiares e amigos, aos noivos.


A ideia é que este momento vire um ritual pós cerimônia também pelos anos seguintes, este baú tanto pode ser aberto apenas pelos noivos, quanto pelos noivos e seus amigos e padrinhos, em momentos de dificuldade ou em momentos de alegria, certamente momentos de emoção e carinho serão revividos.


Passada a celebração, esta caixa ocupará um lugar de destaque na residência do casal como um objeto decorativo, como uma recordação do grande dia.

3 - Ritual com água


Cabe ao casal definir qual elemento mais combina com eles e trazer isso para o evento, inclusive na decoração.


Alguns acreditam que o sal grosso limpa negatividade, sendo assim temos os rituais que celebram com água e sal, seja nos pés ou nas mãos. Nas alianças geralmente se utilizam águas floridas. Primeiramente se lavam as mãos e logo após a troca de alianças a água florida vem abençoando, para que tragam as bênçãos e energias da natureza.


Uma ideia também é unir a água florida com água abençoada pelos padrinhos em pequenos frascos, ou até em um recipiente elegante e charmoso, onde todos direcionam suas mãos no momento da benção nas mãos dos noivos pela celebrante.

4 - Cerimônia da árvore


O casal pode plantar uma árvore no decorrer da cerimônia e deverá cuidar da mesma durante seu casamento, esta simbologia significa claramente que o casal precisa “regar” com amor seus momentos de convivência.


A árvore também pode ser plantada pelos pais do casal, irmãos e avós, lembrando – os do poder que tem a família; sua árvore genealógica. Esta união da famílias teve participação na vida de ambos e nada mais lindo do que “regar” os sentimentos ligados elas com amor e carinho, bem como este amor estar representado nesta árvore, que será cuidada pelo casal.


A simbologia do ritual da árvore gira em torno da fortaleza que se cria nos parceiros, em como o amor cresce forte, firme e lindo a cada ano que passam juntos, assim como as árvores.


Plantas e sementes podem fazer parte da temática do evento e lembrancinhas com estes itens podem ser entregues aos convidados.


Este ritual traz como significado principal o cultivo da prosperidade, da fertilidade e do amor.

5 - Ritual das flores


Trata-se de uma benção feita pela celebrante ou familiares, cujo significa a benção da natureza. Este ritual traz a lembrança de tudo que tem de belo no mundo. Esta benção deve ser feita com flores que combinam com a história do casal.


Geralmente essas bênçãos são feitas pelas matriarcas, mães, avós, irmãs e madrinhas bem como com coroas de flores e folhas, que também são bem-vindas neste momento.


As coroas significam que a partir daquele momento os noivos passarão a ser reis em seus lares, tendo em mente o respeito ao seu lar. Importante o celebrante trazer neste momento que o noivo deve tratar sua noiva como uma verdadeira rainha bem como sua noiva também deverá trata-lo como um rei, cuidando assim do seu belo reinado que será sua casa e família. Nada irá abalar o castelo que será erguido!


Crianças também podem entrar com pétalas neste momento.


A troca de rosas também pode ocorrer neste ritual, e o jarro cujo as mesmas serão colocadas no momento também vira objeto de decoração, cujo trará lembranças deste momento especial



6 - Ritual dos elementos e ritual com origem celta


Os noivos montam seu altar com os 4 elementos, esta cerimônia combina com locais abertos e na natureza, rios, praias ou florestas. Usa – se os quatro elementos no altar, representados pela velas (fogo), cristais (terra) , água ( água) e incensos

( ar). O quinto elemento é representado pela aliança.


Em caráter de curiosidade, na antiguidade pelos celtas este ritual além dos elementos, as mãos dos noivos eram atadas com uma fita representando um elo espiritual, simbolizava a união de ambos em um só espírito. Utilizavam também taças representando o sagrado feminino simbolizando o ventre da mulher, o punhal representando o sagrado masculino e o vinho, representando o sangue, que é a energia vital que circula nas veias.


Este ritual pode ou não ser feito com a amarra das fitas.


7 - Ritual do vinho


Em uma taça o celebrante deverá servir vinho tinto, na outra o vinho branco. Juntos os noivos tomarão um gole em suas respectivas taças. Após este momento o celebrante irá unir esses vinhos em uma terceira taça e assim que os noivos tomarem haverão palavras que falem sobre essa união, da diferença entre os noivos e o novo sabor, que só os noivos saberão dizer.


O celebrante dará um toque especial na fala neste momento, registrando a importância da união e respeito as diferenças. Os noivos brindam pelo casamento e bebem.


Posteriormente o noivo quebra a taça, trazendo uma simbologia de que que ninguém mais beberá daquela taça nem desfrutará do amor dos noivos, se não eles mesmos!


O vinho representa a alegria, vigor, a transformação feita pelas uvas até chegar na maturidade, ou seja, no vinho! Representa personalidades diferentes selando uma união. Este ritual tem origem judaica.


Pode ocorrer também uma benção do casal em algumas taças de vinho cujo serão oferecidas aos convidados. Este ato traz o significado de benção do casal aos amigos e familiares, como se estivessem desejando a mesma felicidade a quem for consagrar o vinho.


Caso os noivos não bebam este ritual não é indicado, ou, podem fazer com outras bebidas!


O vinho significa alegria e energia vital. A maturação das uvas traz para o ritual a importância da maturidade na relação.

8 - Ritual das areias


Areias coloridas são distribuídas para os padrinhos ou familiares e todos colocam em um recipiente com pensamentos de bênçãos ao casal, após o recipiente conter todas as areias dos familiares ou padrinhos, o casal insere suas areias formando assim um símbolo de união entre todos, essas areias se misturam e formam um belo objeto de decoração, que além da boa lembrança de sentimentos de carinho dos que participarem tem o verdadeiro sentido deste ritual, que é demonstrar a beleza da união.


O celebrante e o cerimonialista podem brincar com o significado das cores conforme cromoterapia. Este ritual combina super bem com casamentos na praia!

9 – Ritual das tranças ou ritual das cordas


“E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade.” – Eclesiastes 4:12.


Baseado em alguns ensinamentos de Jesus este ritual traz como simbologia principal a união do casal com a energia de Deus. Os casais que creem em Jesus Cristo costumam gostar muito deste momento, pois durante o trançado a celebrante deixa registrado palavras de bênçãos e união, deixando a mensagem de que Deus é uma fonte inesgotável de amor e deve ser o centro e a base desta união sagrada, proporcionando também força e resistência.


10 – Ritual xamânico


Neste ritual teremos a presença de 4 padrinhos, cada um representando uma direção e uma determinada energia e elemento (terra – corpo físico, água – corpo emocional, fogo - corpo espiritual e ar - corpo mental), cada elemento tem seu significado e os significados serão ditos pela celebrante no início da celebração com bastante emoção e criatividade, aconselhando o casal em cada corpo. Cada padrinho deve trazer algum símbolo que represente um elemento no cortejo de entrada.


A mulher faz um manto sagrado, manto este que irá envolve-los em um determinado momento da celebração, geralmente é após a troca das alianças durante a benção que os noivos receberão. O ideal é que esse manto vire uma proteção para a cama do casal e que seja costurado a mão, lembrando do significado da paciência que deve envolver o casal em sua relação bem como a proteção divina que envolve a união.

Note que em todos os rituais o que importa é trazer a simbologia da união, da purificação e da força da energia do amor familiar. Caso o casal acredite na existência de Deus sempre será importante trazer a benção durante a solenidade, caso não, bom evitar determinadas citações e focar na celebração do amor do casal e na alegria do momento.


Todos os objetos e símbolos utilizados irão fazer parte da vida do casal e ficará como lembrança. Os rituais geralmente se ligam a bênçãos ou simbologias que representam a união do casal, costumam representar algo importante para os mesmos e ainda, o amor sendo celebrado e selado naquele momento.


Como tratam-se de rituais simbólicos quem definirá como deverá ser realizado será unicamente o casal!


Quanto menos palavras decoradas melhor e quanto mais emoção e naturalidade mais emocionante ficará a cerimônia. Este momento realmente requer do profissional, tanto do celebrante de casamentos quanto do cerimonialista uma atenção especial pois nada pode sair fora do que foi planejado.


Após várias pesquisas percebe-se a infinidade de rituais que podem ser utilizados, uma vez que a criatividade do casal pode ir muito além do que já foi escrito em algum lugar ou vivido por outras pessoas, o importante mesmo é ter um significado real e deixar boas lembranças.


Agora uma última dica: Não se esqueçam dos convidados de honra, Deus e o amor!

É um prazer enorme poder pesquisar, unir informações e compartilhar conteúdos para que possamos juntos organizar lindas celebrações de amor, os noivos merecem!


Gostou das dicas? Se tiver outras compartilhe aqui com a gente!


Obrigada por dedicar minutos preciosos para esta leitura!


Luane Bittes

Assessoria em eventos e Cerimonial

diretoria@luanebittes.com.br

@luanebittes.eventos

21 visualizações
telegram-logo.png

Receba nossos conteúdos sobre gestão de eventos e cerimonial!

Luane Bittes

E-mail: diretoria@luanebittes.com.br

© 2017 LUANE BITTES Todos os direitos reservados.  

   Criado  com           por Candiá Produções.

_whatsapp_icon-icons.com_65789.png