• Luane Bittes

Tipologia de eventos



Você sabe diferenciar os tipos de eventos a fim de escolher o evento certo conforme sua classificação?


Você sabia que usar a nomenclatura correta para cada tipo de evento é algo extremamente sério e exige do profissional de eventos muito cuidado?


O planejamento e a organização de um evento são uma grande responsabilidade para seus criadores e gestores. Não podemos nos equivocar! Quando nos é apresentada a necessidade de realização de um evento, primeiro devemos identificar o nome que deve ser dado ao tal evento, não pelo que é mais bonito mas sim pelo que de fato demonstra a realidade do evento.


A seguir, nos atrevemos a comentar sobre alguns deles, sabedores de que ainda muitos estarão ausentes. A classificação quanto ao grupo de pertencimento nunca é rígida visto que alguns eventos são comuns a várias categorias.


Quanto mais se procura sobre tipologias de eventos mais informações se encontram nos sites, livros e bibliografias diversas. Abaixo tentamos trazer de forma objetiva as principais características de cada evento. Sendo assim vamos lá!

CIENTÍFICOS E CULTURAIS

1- Congresso: É de grande porte, geralmente estadual, nacional ou internacional, onde se discute vários temas. Acontece em um só auditório ou em vários, simultaneamente. Os congressos apresentam conferências, palestras, painéis, colóquios, mesas redondas, projeção de filmes técnicos, etc. Têm como programação paralela, para acompanhantes, espetáculos culturais, city tour etc. Eventos culturais quase sempre fazem parte da programação global, seja na abertura, meio ou encerramento do evento.

2- Conferência: Evento semelhante ao congresso, onde se reúnem pessoas para estudar ou discutir determinado tema, que é subdividido em vários itens. Como nos congressos, há sempre convidados especiais, grandes professores e personalidades.

3- Convenção: É instrumento de reunião de entidades empresariais.

4- Debate: Discussão entre dois ou mais oradores com exposição de temas conflitantes.

5- Fórum: Discussões em torno de um tema, livre debate de ideias, grande audiência.

6- Mesa Redonda: 1-Discussão sobre um tema que acontece num grupo pequeno, onde cada um expõe seu pensamento, e tem a coordenação de um moderador para tempos e perguntas.

7- Painel: É constituído de uma mesa com estudiosos sobre um mesmo tema que falam por pequeno espaço de tempo. Necessidade de um coordenador / moderador.

8- Jornada: Reunião de profissionais de uma área determinada que visa a aplicação prática do tema. Existe a discussão sobre a questão do tempo que leva uma jornada. Alguns só admitem um dia, outros fazem jornadas de até 3 dias.

9- Palestra: Reunião de um grupo de pessoas que vai ouvir a fala do conhecedor de um determinado assunto. Frequentemente versa sobre temas diversos e podem ser incluídas ou não perguntas de parte dos assistentes.

10- Simpósio: Reuniões onde especialistas em assuntos específicos expõem informações sobre um tema. Geralmente o objetivo é o intercâmbio de ideias e a troca de experiências. Neste evento existe a figura de um moderador, que ao final de cada exposição abre para perguntas da plateia. Na maioria das vezes os temas são científicos.

11- Seminário: Evento que tem como objetivo a atualização de temas através de debates. São de muita valia para empresas, porque têm uma forma de ensino dinâmica o que proporciona maior facilidade na capacitação dos funcionários. Tem a duração de um ou mais dias.

12- Workshop: É uma oficina de treinamento, onde o instrutor é alguém com muita prática e vasta experiência. Em geral é feito em forma a interagir com os participantes como se fosse um “laboratório”.

13- Colóquio: Conversa entre duas ou mais pessoas sobre um tema.

14- Encontros : Evento de médio porte, com características de congresso, utilizado nas áreas de ciências humanas, sociais e culturais. Às vezes oferecem cursos, oficinas e te como objetivo principal unir profissionais do mesmo segmento, dando também atenção ao lazer dos participantes.

Ciclo de Palestras: Palestras sobre um ou diversos temas que ocorrem dentro de determinados períodos com intervalos pequenos.

15- Café da Manhã com Especialista: Durante a refeição um especialista apresenta um tema e os demais participantes fazem intervenções com perguntas e comentários.

16- Meeting: Encontro de pessoas para apresentação de palestras, discussão sobre os temas e/ou lazer. Acontece, na maioria das vezes, no hotel onde as pessoas se hospedam de forma que passam o tempo todo no mesmo local, só saindo para passeios. Nos momentos livres são programados shows e almoços ou jantares temáticos, sorteios, atividades físicas, bailes, etc.

17- Assembleia: Reunião da qual participam grupos representativos de países, estados ou entidades que tem como objetivo debater assuntos importantes. Os temas são apresentados, os participantes expõem seus pensamentos com referência aos assuntos que depois colocados em votação.

18- Lançamento de Livros: Noite / Tarde de Autógrafos- Reunião onde acontece o lançamento de um livro que, após a venda, é autografado pelo autor. Algumas vezes é oferecido um coquetel ou apenas um vinho de honra ou um champagne.

Concurso: Pode ser de misses, de quem toma mais cerveja, mais vinho, come mais hambúrguer, produz a abóbora mais pesada, pesca o maior peixe, apresenta a fantasia mais bonita (carnaval, caipira...),etc.

19-Brainstorming: Segundo a Professora Doutora Mariangela Benini Ramos Silva, a expressão, que literalmente significa “tempestade de ideias”, designa o que se costuma chamar de “sessão de criatividade”. Tipo de evento onde as pessoas apresentam suas ideias sobre um determinado assunto, buscando apenas um resultado.

Trata-se de uma reunião informal que dividida em duas etapas: a de criação e a de avaliação.

GOVERNAMENTAIS

20- Reuniões de Cúpula: São as grandes reuniões onde se reúnem chefes de poder ou de governos de vários países, mas também pode ser uma reunião entre ministros de estado, altos diretores de uma empresa ou altos funcionários de governo tanto do executivo como do legislativo. Reuniões do G20, G8, OEA, ONU, UE, MERCOSUL, etc.

21- Entrega de Chave da Cidade: Cerimônia de valor significativo onde o Prefeito faz a entrega da Chave da Cidade a um visitante ilustre. É própria do município ou dos locais onde existem prefeitos como, por exemplo, os Campi Universitários.

22- Abertura do Ano do Legislativo: Solenidade que Congresso Nacional e Câmaras Municipais realizam no primeiro dia de trabalho. após o recesso.

23- Abertura do Ano do Judiciário: Solenidade que os Tribunais realizam no primeiro dia de trabalho após recesso.

24- Juramento à Bandeira: Cerimônia de dispensa dos alistados no serviço militar.

25- Entrega de Cartas Credenciais: Embaixadores entregam cartas para que sejam acreditados oficialmente como representantes de seus países, junto aquele Estado ou organização internacional.

GOVERNAMENTAIS, EMPRESARIAIS E INSTITUCIONAIS

26- Posse: Pode ser do Presidente da República, Governador, Prefeito, Vereadores, Deputados, Senadores, Ministros, Desembargadores, Diretores ou Presidentes de empresas ou órgãos públicos, reitores, etc.

27- Inauguração: Ato festivo que marca o início da utilização de um prédio, um sistema, ou galeria de quadros e fotos.

28- Pedra Fundamental: Cerimônia onde se comemora o início ou a intenção da construção de uma obra. O rito consiste em buscar a preservação de grande informação daquele momento para a história, por meio de ata, jornais do dia, fotos, moedas etc.

29- Entrega de obras de revitalização: Termo atualmente usado para a reinauguração de uma obra. Não se inaugura duas vezes o mesmo local, por isso se usa a palavra revitalização.

30- Reabertura de Teatros e outros : Quando é feita reforma ou ampliação de teatros, espaços culturais, bibliotecas etc. (evitar uso da palavra reinauguração).

31- Assinatura de Convênios, Tratados, de Acordos, Protocolo ou Carta de Intenções: Cerimônias que marcam o início de um trabalho a serem desenvolvidas pelas partes que o firmam incluindo ou não questões financeiras.

32- Reuniões: Encontro de pessoas para fins sociais, políticos, empresariais, administrativos, etc. onde se reúnem duas ou mais pessoas.

33- Entronização de Bandeira, Imagem ou Foto: Entrega ou colocação de objeto específico num determinado local.

34- Visitas: Podem ser governamentais e não governamentais. Em geral o convidado vem por conta própria e o anfitrião oferece deslocamentos, hospedagem e alimentação. Quando se trata de vistas internacionais, ou seja, as Visitas de Estado, o protocolo é mais rígido. Atualmente, mesmo as visitas entre governantes, podem ser de trabalho, (o que simplifica, sem deixar de existir) as ações do cerimonial, mas não de segurança.

35- Outorga de títulos e condecorações: Prática muito comum no poder legislativo e nas universidades, mas que também é usada pelo poder executivo, por empresas ou entidades.

36- Entronização de Bandeira, Imagem ou Foto.

Entrega ou colocação de objeto específico num determinado local.

37- Reabertura de Teatros e outros. Evitando a palavra reinauguração, é a cerimônia que marca da volta das funções daquelas casas de espetáculos etc.

38- Visitas: Podem ser governamentais e não governamentais. Em geral o convidado vem por conta própria e o anfitrião oferece deslocamentos, hospedagem e alimentação. Quando se trata de vistas internacionais, ou seja, as Visitas de Estado, o protocolo é mais rígido. Atualmente, mesmo as visitas entre governantes, podem ser de trabalho, (o que simplifica, sem deixar de existir) as ações do cerimonial, mas não de segurança.

39- Outorga de títulos e condecorações: Prática muito comum no poder legislativo e nas universidades, mas que também é usada pelo poder executivo, por empresas ou entidades.

CERIMÔNIAS UNIVERSITÁRIAS

40- Colação de Grau – Entrega de diplomas universitários cuja cerimônia consta o juramento profissional e, em alguns casos, a entrega do anel com a pedra da cor que significa a área do saber de que o bacharelando acaba de concluir o curso.

41- Entrega de Titulo Doutor Honoris Causa (Por honra da Causa): São títulos conferidos por instituições de ensino superior sem que haja exames ou concursos. Existem apenas com o intuito de homenagear personalidades que se destacam nas mais diversas áreas do saber. A proposição e aprovação são de responsabilidade do conselho universitário.

42- Posse de Reitor: Cerimônia que empossa legalmente o novo reitor da Universidade bem como o Vice-reitor. Existe também a cerimônia de Aula Inaugural, que é a abertura do ano letivo, com participação do reitor e todo o corpo docente.

43- Semana Acadêmica - Evento institucional que acontece uma vez por ano nas universidades. É dirigida ao público estudantil. Tem como objetivo a integração, a interlocução e interdisciplinaridade. Compõem-se de atividades científicas, artísticas e culturais.

44- Aula Magna - Apresentação de um especialista em determinado tema, de renome no meio acadêmico.

SOCIAIS

45- Coffee Break: Lanche rápido que é servido no intervalo de palestras ou reuniões. Compõe esta refeição café, chocolate quente, chá, sucos e a até refrigerantes. Podem ser oferecidos biscoitos amanteigados, pão de queijo, pequenos sanduíches, ou adequar-se o cardápio ao local do evento.

46- Café da manhã: Muito usada atualmente, esta refeição serve para reunir pessoas em torno de uma ou mais mesas para a discussão de um tema.

47- Brunch: Trata-se de um café da manhã extenso, onde além do que é oferecido normalmente pode-se incluir vinho branco, champanhe, quiches, risotos, omeletes especiais e tortas diversas. O serviço é colocado em um buffet decorado com flores etc. e as pessoas após servirem-se vão para as mesas que estão arrumadas para refeições. É uma boa alternativa para casamentos pela manhã e encontros empresariais.

48- Almoço, Jantar ou Banquete: Refeições que são servidas em comemoração festiva ou quando se trata de recepcionar ou homenagear alguém. Na maioria das vezes tem serviço à mesa. Pode ser em várias mesas redondas pequenas, que podem ser arrumadas em forma de margarida ou mesas longas retangulares ou em forma de “T”, “pente”, “U”, “O”, H, I, etc.

49- Almoço Network: Trata-se de um almoço de trabalho. O tempo é aproveitado para a discussão de um tema específico, durante aquela refeição. A reunião pode ser direta, durante o almoço, ou ter começado cedo e, no intervalo, é colocada a mesa rapidamente, para que, no retorno dos participantes, seja servida a comida no gênero empratado.

50 Coquetel: É um tipo de refeição onde geralmente os convidados ficam de pé. O serviço de Coquetel Party, que acontece de 19 às 22h, é volante e são servidos salgadinhos e canapés que são comidos com as mãos. Acompanhando, servem-se refrigerantes, coquetéis com e sem álcool bem como bebidas em geral, dependendo do escopo do evento.

O Coquetel Souper, além dos drinques e salgadinhos é servido um prato quente, como caldo, sopa creme, risoto etc. O serviço também volante, podendo ter mesas altas para apoio.

O Coquetel Buffet é um almoço ou jantar precedido de um serviço de canapés, salgadinhos e drinques diversos onde posteriormente é servido um buffet com pratos quentes sobre réchauds e saladas diversas. Os convidados podem servir-se diretamente ou haverá garçons para este serviço. Após a retirada dos salgados são apresentadas as sobremesas.

51 -Queijo e Vinho: Serviço de refeição informal, muito utilizado em lugares frios. É constituído de uma ou mais mesas onde são apresentados queijos variados colocados em tábuas, para que sejam cortados pelo conviva, acompanhados por diversos tipos de pães, patês e uvas. Os vinhos, que são parte importante desta refeição, devem ser escolhidos criteriosamente para que não se percam os sabores e aromas dos queijos que têm custo elevado.

52- Vinho de honra: Reunião que não tem serviço de alimentos, utilizada muito nas embaixadas e consulados para apresentação ou recepção de personalidade ou comemorativa à data nacional, Em geral ter hora marcada para início e fim. Além do vinho são servidos água, sucos e refrigerantes.

Este evento é comum também nas vinícolas e em Vernissages, Mostras etc.

53- Porto de Honra: É o mesmo tipo de evento só que é servido vinho do Porto. Pode ser acompanhado de bombons, biscoitos amanteigados ou marzipãs.

54- Chá: Servido a partir de 15h, mas que deve ter início no máximo até às 17h. Trata-se de refeição que tem um “ar” elegante, pois nos remete, em pensamentos, à nobreza britânica, pois é uma refeição muito comum por aquelas terras. Conhecido como Chá das Cinco, é uma refeição muito comum nos atos beneficentes. O serviço de chá é composto de chá com vários sabores, acompanhado de rodelas de limão, leite, tortas, pequeninos sanduíches quentes e frios, biscoitos amanteigados, éclair e pequenos quiches.

55- Aniversários: Datas que marcam mais um ano de vida de uma pessoa, de união matrimonial, de uma cidade, estado, país, entidade ou empresa. Podem ser comemoradas em grandes eventos, festas íntimas ou restritas apenas ao recebimento de cumprimentos por meio de telefonemas, e-mails, telegramas, mensagens em livros de visitas ou cumprimentos pessoais.

56- Mesversário: É a comemoração do dia de nascimento de um bebê, todos os meses, até completar um ano. Há quem comemore também, com este critério, os meses de namoro ou de casados.

57- Festa de Debutantes: Comemoração em forma de baile onde moças de 15 anos são apresentadas à sociedade. Antes, os bailes de debutantes eram grandes eventos onde todas as meninas que frequentavam um clube, ou meninas de determinada região da cidade ou mesmo do colégio, naquela faixa etária participavam do aguardado evento. Depois, começaram a denominar de festa de debutante, as comemorações de 15 anos. Realiza-se em clubes ou salões de festas ou bufês, com cerimonial próprio que envolve os pais, e um convidado de honra. Preferivelmente o traje é black tie mas pode ser passeio completo. As debutantes, em geral, usam vestidos longos.

Quando se trata do aniversário ou festa de debutante, de apenas uma jovem, as mais ousadas, elegem temas de contos de fadas, filmes, cidades ou países e isso aumenta consideravelmente os custos, já que depende de cenários, objetos e artistas que “criem o clima”.

58- Noivado: Quando acontece o pedido de casamento. Pode ter festa ou ser um ato íntimo.

59- Happy Hour: Reunião descontraída que se realiza no final da tarde onde são servidos aperitivos, coquetéis e bebidas alcoólicas. Podem ser durante um congresso, como parte dele, realizado no bar de um hotel ou um simples encontro de amigos em local escolhido por eles.

60- Garden Party: A expressão em inglês tem a tradução muito clara: “festa no jardim”.

É realizado num jardim, muitas vezes junto à piscina, a um lago com chafariz ou até uma gruta. O horário mais comum é à tarde, ocasião em que são servidos petiscos e bebidas de acordo com a estação. Serve para a comemoração de aniversários, batizados e também para um desfile de modas ou lançamento de produto.

61- Funeral: Evento que não desejamos realizar, mas que faz parte da vida e um dia poderemos ter que realizar. Quando se trata de funeral de autoridades, devemos seguir o que está regulamentado no decreto 70.274, capítulo VII. Em se tratando de cerimonial do município adaptaremos o decreto federal e até o estadual às nossas necessidades, respeitando-se os costumes do município

62- Comício: Evento que, geralmente é realizado num palanque, mas que em muitas ocasiões acontece em cima da carroceria de um caminhão ou camionete. Tem a participação de políticos, quando é em função de campanha eleitoral ou de ativistas, quando se trata de causa específica, como questões sociais.

CULTURAIS

63- Entrega de Premiações: Existem vários eventos neste segmento. Dos internacionais, o Premio Nobel é o mais renomado. A seguir vem o Prêmio Príncipe de Astúrias, que acontece em Oviedo, Espanha. Outros são o Oscar, o Grammy, o Prêmio Internacional de Protocolo, etc. No Brasil, O Globo de Ouro, Jabuti, Machado de Assis, o Premio Cerimonial Brasil e muitos outros.

64- Festivais de Música, de Folclore, Gastronômicos, de Cinema, Ballet e outros: Em geral são grandes eventos onde são apresentadas performances sobre temas específicos. Podem ser apenas apresentações para exibição ao público ou concorrer a algum tipo de prêmio. No Brasil, o maior festival de cinema é o de Gramado. No exterior temos o Oscar, o de Cannes, etc.

65- Sarau: São pequenos eventos de cunho artístico-culturais como concertos musicais, ou apresentações de poesias realizadas no final da tarde.

66- Flash Mob: Grupos de diversos tipos de dança ou cantores líricos ou populares, e músicos, em pequenos grupos ou orquestras que, em horário e local preestabelecido para a apresentação, começam com apenas um artista e logo os demais vão se juntando, para uma grande apresentação. Pode ser num aeroporto, shopping center, rua, avenida, praça etc.

DESPORTIVOS

67- Competições: Envolvem modalidades esportivas, como futebol, basquete, vôlei, futebol de praia, esgrima, remo, ginástica rítmica, golfe, halterofilismo, handebol, hipismo, atletismo, box, caratê, judô, canoagem, corridas (de revezamento, com barreiras, de rua, de 100, 200, 400, 800, 1500, 5000e 10 000 metros), natação, triathlon, etc. Também incluem-se nessa classificação, as corridas de Fórmula 1, Hindy, Stock car, Caminhões “Truck”, as acrobacias aéreas e outras. As competições esportivas tomam significativa importância quando fazem parte de Jogos da Cidade, daPrimavera, Pan-americanos, Jogos do Mediterrâneo, Copa do Mundo, Copa das Confederações, Jogos Olímpicos, campeonatos, torneios, etc.

68- Rodeio: Evento muito difundido no interior do Brasil em especial na cidade de Barretos, no Estado de São Paulo. É composto de provas variadas onde os peões têm que se manter por determinado tempo sobre os animais. Em algumas cidades já se tornou um mega evento com grandes shows, exposições e parque gastronômico. Em diversas cidades brasileiras, o evento foi proibido.

69-Regata: Competição entre barcos de uma determinada categoria.

70- Semana de Vela: Provas com a participação de equipes e barcos nacionais ou internacionais que tem a duração de uma semana. Os barcos são de diversas categorias e para cada tipo de embarcação é fixada uma distância em milhas náuticas.

RELIGIOSOS

71- Conclave: É um encontro de caráter religioso, onde são discutidos temas religiosos morais, éticos ou contemporâneos. Os participantes, na maioria, são também religiosos. Em geral, são apresentadas as conclusões. A origem do nome deste evento vem do tipo de reunião, ocasião em que os participantes são trancados “Con Claves” (Com Chaves) em uma sala e só saem após obterem um resultado. Para a escolha de um novo Papa, que acontece na Capela Sistina, no Vaticano, os cardeais ficam trancados até obterem a unanimidade de um nome. A autora Mariangela Benini Ramos Silva, menciona o ano de 1241 para o início do uso deste vocábulo em razão dos cardeais não chegarem a um determinado acordo.

72- Concílio: É uma reunião de prelados católicos na qual são tratados assuntos dogmáticos, doutrinários ou disciplinares. Na Igreja Católica Romana, o concílio costuma ser convocado quando há necessidade de reforma, renovação ou expressão de sua doutrina.

73- Celebrações Eclesiásticas: As mais comuns são missas comemorativas, de ordenação de padres ou votos perpétuos de irmãs de caridade. Há também as missas em função de funeral, que são de corpo presente, de sétimo dia, de mês, seis meses ou de aniversário de falecimento. Ainda temos os casamentos, os batizados, e as cerimônias de crisma, consagração, de primeira comunhão além dos ritos pré e durante a semana santa, corpus Christi, etc.

74- Cerimônias de crisma: A matéria do Sacramento da Crisma é o Santo Crisma, o óleo da oliveira (azeite), misturado com um bálsamo perfumado e abençoado solenemente pelo Bispo na Quinta-feira Santa.

75- Consagração: Pode ser momento da missa católica, quando uma criança é consagrada a um santo, consagração de sacerdotes ou pastores, ritual da maçonaria, etc.

76- Primeira comunhão: Cerimônia religiosa da Igreja Católica, onde a criança recebe pela primeira vez o Corpo e Sangue de Cristo. (hóstia)

77- Casamentos: Enlace matrimonial que pode ser realizado no civil ou religioso, dentro dos mais diversos ritos. São vários tipos de cerimônias, com número variado de convidados. As decorações, podem ser simples, singelas, suntuosas, extravagantes, luxuosas, temáticas dependendo do local que é escolhido. Pode ser Mini wedding, (até 100 convidados)

Elopement wedding, (só os noivos, ou até, no máximo, 10 convidados íntimos) e acontece num local romântico, que tenha especial significado para os noivos ou de rara beleza.

O Micro wedding, (de 10 a 40 pessoas que normalmente é em destino turístico) o Destination Wedding, que, em geral é celebrado em locais muito especiais, com estrutura completa, mesmo que aconteça no alto de um penhasco, etc. Podem acontecer na praia, montanha, a beira de um lago, num lugar histórico, etc. Alguns deles contam com a live streaming, para que seja transmitido, via internet, para os convidados e familiares que não estão junto aos noivos.

78- Batizados: Acontecem em várias religiões e tem vários ritos.

79- Bodas de Prata: Aniversário de 25 anos de casamento.

80- Bodas de Ouro: Aniversário de 50 anos de casamento.

81- Bodas de Diamante: Aniversário de 75 anos de casamento.

82- Mitzva: Celebração comemorativa aos 13 anos mais um dia do menino judeu que a partir desta data se torna responsável por seus atos. Nesta ocasião o jovem judeu é chamado pela primeira vez para a leitura da Torah. A cerimônia que ressalta a importância de cada um dos judeus na corrente ancestral do judaísmo.

83 -Bat Mitzva : Celebração comemorativa aos 12 anos mais um dia da menina judia que a partir desta data se torna responsável por seus atos.

INSTITUCIONAIS

84- Lançamento de selos ou carimbos comemorativos: Solenidades promovidas pelo Ministério das Comunicações, que podem ter caráter simples ou essencialmente formal, onde são lançados selos comemorativos, a inauguração de grande obra ou acontecimento,

85- Cerimônia de Obliteração: Ato de carimbar o selo com o carimbo comemorativo.

86- Jubileu de Prata: Comemoração de 25 anos de uma empresa ou instituição.

87- Jubileu de Ouro: Comemoração de 50 anos de uma empresa ou instituição.

88- Jubileu de Diamante: Comemoração de 75 anos, mas a Rainha Elizabeth comemorou aos 60 anos de reinado.

89- Entrevistas / Entrevistas coletivas: Reunião entre autoridade(s) / personalidade(s) importante(s) e jornalistas e fotógrafos onde as perguntas dos profissionais de imprensa podem ser conduzidas para o lado positivo ou negativo, dependendo das circunstâncias.

90- Confraria: De caráter mais informal, são encontros semanais ou mensais de um determinado grupo, associado a um tema, pode ser uma bebida: chopp, whisky, vinho do porto; também existem as que são de gastronomia, atividades de lazer ou culturais, como a confraria do choro, referência ao estilo musical, e aquelas que são para fumar charutos. Ocorrem regularmente em um mesmo local e horário obedecendo às normas próprias. Algumas vezes é permitida a participação de pessoas externas ao grupo, mas para os sócios o lugar é cativo e a ausência deve ser justificada.

EXPOSITIVOS

91- Feira: É de médio ou grande porte. Quando ocorre em paralelo com um congresso, seminário ou encontro a feira é um ótimo recurso para a viabilização do evento, por isso dizemos que é a feira que de certa forma “sustenta” o evento, pois com a venda de espaços para os expositores de produtos e serviços é que se adquire recursos para incrementar o evento além do que a feira em si, é um incentivo a mais para a participação do público.

Este é um excelente meio para demonstrar produtos, pois o contato como público é direto.

92- Desfiles: Podem ser de moda, (roupa, sapatos, bolsas,) de joias, bijuterias que acontecem in door, mas podem ser produzidos em praças, ruas ou estádios. Existem também os de veículos, os desfiles temáticos (Disneyland, Festa da Uva, do Morango, das Flores, da Abóbora, do Milho, do Polvilho etc.) e os Desfiles Cívicos, nos aniversários das cidades ou no Dia da Pátria.

93- Exposições: Podem ser de arte, artesanato, livros, carros, aviões, prêmios, coleções das mais variadas como selos, miniaturas, bonecas, brinquedos antigos, animais, históricas e de uma infinidade de outros produtos. Podem estar numa simples banca na rua, na calçada, num grande galpão ou tenda, também num museu, palácio, agencia bancária. Tem estandes luxuosos, simples ou apenas mesas de estação com identificação. Às vezes essas exposições são complementadas por shows que despertam interesses de milhares de pessoas.

94- Mostra: Exposição de caráter itinerante, que pode percorrer vários locais, cidades, estados ou países com o mesmo conteúdo e formato. Tem por objeto apenas a divulgação.

95- Salão: No Brasil, temos um grande evento que é denominado Salão do Automóvel

96- Vernissage: Abertura de exposição de arte que tem o objetivo de vender. Pode ser de um ou vários artistas.

BATIZADOS NÃO RELIGIOSOS

97- No navio submarino: “Esse nosso batismo, na verdade, é tradicional na força de submarinos. Todas aquelas pessoas que nunca tiveram oportunidade de realizar uma imersão em um submarino, pela primeira vez, elas passam pelo batismo”, explica o comandante do Submarino Tamoio, Luiz Carlos R. Corrêa. Eles se posicionam para receber o batismo. Antes de começar a cerimônia, cada um recebe o nome de um peixe. Paglia recebe o nome de “marlim-azul”, Leandro vai ser o “barracuda”, e o Dennys fica com “dourado”. O oficial fala o texto do batismo e todos têm que repetir bem alto. Durante a cerimônia, eles têm que tomar uma colherada de sal e são untados com graxa.

98- Na capoeira. O batizado de capoeira representa o momento em que os indivíduos recebem a sua primeira graduação pelo grupo. Nesse dia eles deixam de ser pagãos, pois durante esse evento é costume entre os grupos dar um apelido ao capoeirista. Quando se mergulha pela primeira vez.

99- Ao cruzar a linha do equador: Nos navios (festa do Netuno). Em geral acontecem nos cruzeiros, mas em alguns voos também é celebrada essa travessia, porém sem batizados com água.

100- Batizados de Navios (ao serem lançados ao mar); Em geral tem madrinha que, após palavras com breve mensagem, corta a fita onde está amarrada a garrafa de Champanhe que bate no casco do navio e quebra. Navios sempre tem nome.

101- Trens, aviões e barcos, são batizados, quando recebem denominação.

EMPRESARIAL

102- Pré-estreia: Pode ser de novela, filme, seriado, documentário, de um novo programa, etc...

103- Rodada de Negócios: Reunião com prestadores de serviços em razão de futuros negócios ou a fim de concretizá-los.

104- Lançamento de Navio ao Mar: É a “inauguração” de um navio ou barco. Os lançamentos são feitos em cerimônias protocolares ou não. Quase sempre existe o batizado do navio e a madrinha. A cerimônia de batismo consiste no corte, com tesoura, de fita ou cordão que tem amarrado, a certa altura, uma garrafa de champanhe. No momento do corte, a garrafa se quebra quando bate no casco e a embarcação é batizada.

Nos navios da marinha do México, o corte é feito através de uma guilhotina, com base de madeira e peças em bronze que, quando um pino é acionado, com a batida de um martelo, a corda que está com a garrafa é rompida e, consequentemente, a garrafa bate contra o casco ocasionando a quebra da garrafa. Em todos os casos, após o batismo, soltam as amarras para que o navio desça ao mar.

Há cerimônias em que a embarcação alcança o mar lateralmente e em outras pela popa, ou seja, de ré. Neste momento é acionado o apito do navio e soltam balões de gás ou fogos de artifício que muitas vezes saem do convés da própria embarcação.

105- Entrega de Aeronaves: Podem ser interessantes eventos ou uma apresentação técnica. A Embraer algumas vezes organiza eventos grandiosos. Sabe-se que muitas das aeronaves são compradas por particulares ou chefes de estado, mas atualmente nossa fábrica brasileira de aviões vende para diversas empresas aéreas do Brasil e exterior.

106- Batizado de Aeronave, de Rota ou denominação de Aeronave: Quando a aeronave é nova ou quando faz uma rota, por primeira, vez jogam jatos de água na chegada. Algumas vezes, ao receber denominação abre-se uma garrafa de champanhe fazendo jorrar sobre o nome gravado.

107- Apresentação ou lançamento de produtos: Acontece em uma simples reunião ou em um grande evento. Em geral, o sucesso e a credibilidade do produto vêm a partirdo lançamento por tanto este deve ser impecável. Como muita coisa na vida, se o começo for marcado por imagem negativa será difícil alcançar êxito.

108- Leilões: Venda de animais, objetos de arte, automóveis, imóveis ou sucatas por sistema de lance. Quando se trata de leilão de animais ou objetos de arte, tem serviço de bebidas que é ininterrupto e pode também acontecer almoço ou jantar. Alguns apresentam decoração com flores e as pessoas sentam-se em torno de mesas com elegantes toalhas. Podem ser leilões beneficentes ou apenas empresariais.

109- Road show: Ao conhecer nossa lista, sobre tipologia de eventos, a competente colega, Gilda Fleury, nos recomendou inserir esta modalidade que é um evento dentro de um ônibus ou carreta. Desenvolve-se a partir do embarque dos convidados. Pode ser apresentação de produto, lançamento de livro, desfile de moda, filmes e tudo o que puder ser criado adequando-se ao pouco espaço desse tipo de veículo.

110-- Showcasing: Segundo a Professora Mariângela Benini, pg. 229 do livro “Eventos – estratégias de planejamento e execução” trata-se de “evento que funciona como alternativa para a feira. É uma vitrine interativa na qual o público não tem contato com o produto. A comunicação ocorre por telefones instalados nas cabines e conectados diretamente a uma central de informação. A essência é a divulgação, e a venda é efetuada pelo sistema de reservas e encomendas”.

111- Dia de Campo: Evento direcionado a um público específico, que é convidado a visitar parques florestais, campos produtivos ou recuperados ou áreas demonstrativas, pertencentes ao poder público ou privado quando acontece a apresentação dos resultados de pesquisas realizadas naquele lugar.

Serve para divulgar produtos, e o desenvolvimento de um projeto, seus objetivos e benefícios diretos e indiretos ou uma também uma empresa. Participam técnicos, produtores e profissionais ligados à agropecuária e ao meio ambiente. O evento propicia o conhecimento, a reciclagem e troca de experiências entre os participantes. É um eficiente meio para que os escolares possam fazer pesquisas, com acompanhamento de professores, para depois apresentar os resultados, que muitas vezes valem notas como se fossem provas.

Pode ser também a visita de familiares dos colaboradores de uma empresa para conhecer o trabalho desenvolvido por cada um e os investimentos que a empresa faz tanto quanto a produtividade como em razão de melhoria da qualidade de vida dos seus funcionários.

112 -Passeio do bebê: Evento descontraído onde após inscrição e devida identificação, saem todos caminhando ao som de muita música pelas ruas de um bairro. Os candidatos se apresentam fantasiados. Existem várias categorias. Durante o passeio, os integrantes do júri caminham entre os concorrentes anotando a votação. No final, é entregue a premiação.

Este evento era promovido por João Dória Junior, na temporada de inverno em Campos do Jordão. Fez enorme sucesso e reunia artistas e celebridades do mundo desportivo e empresarial. Era uma das ações promocionais do Market Plaza, um shopping sazonal, que acontecia entre o feriado de Corpus Christi e o ultimo domingo de julho.

113- Passeio dos cães: Com o mesmo formato do passeio do bebê onde, porém, os concorrentes eram cães que participavam do passeio e do concurso, ao lado de seus donos que, muitas vezes, usavam fantasias iguais as dos cachorros. Um dos eventos mais democráticos que conheci já que, cães de todas as raças eram apresentados ao júri e passeavam lado a lado, raças caríssimas e vira-latas, sem qualquer preconceito.

Além de ser um belo e alegre evento era complementado pelo lado social já que os patrocinadores doavam ração e outros produtos veterinários para o departamento de zoonoses da Prefeitura de Campos do Jordão. O concurso, tinha diversas categorias, inclusive o cão mais parecido com o dono! A entrega de premiações tinha sempre a participação de importantes artistas da TV.

114- Datas comemorativas: São eventos do calendário de cada país tratado como “Dia” de tal coisa. Alguns têm cunho comercial e/ou espiritual e outros realmente comemorativos: Dia das mães, dos pais, dos avós, Mundial do Meio Ambiente, do Trabalho, Natal, Ano Novo, da Padroeira ou Padroeiro, da Iemanjá, das Crianças, da Consciência Negra, da Páscoa, do médico, farmacêutico, cerimonialista, da secretária, do bombeiro (e de outras profissões) do livro, do Hino Nacional, dos Símbolos Nacionais, dos namorados, das Bruxas, Declaração dos Direitos Humanos, etc.

115- Passeio turístico: O nome é sua definição. Apesar de nem sempre exigir cerimonial, é um evento que requer planejamento, visita precursora, informações detalhadas, tem logística própria e objetivos definidos.


Em ocasiões especiais, como pandemias, devemos seguir as orientações das autoridades sanitárias.


O importante desta postagem é registrar que após definição da classificação e tipologia do evento todos os demais detalhes serão fáceis de serem iniciados, tais como escolha do local, melhor decoração, perfil das equipes, tipo de alimentação que será oferecida bem como possíveis atrações, palestras e temas.


Seja qual for a classificação, o gestor de eventos deve ter aptidão para escolher a equipe certa para atuar e a forma correta de conduzir as negociações junto aos fornecedores. Cada evento tem seu perfil e para cada perfil de evento temos profissionais adequados.

Seja qual for o tipo de evento este deve ser inesquecível pelos motivos certos!


Luane Bittes

Assessoria em eventos

@luanebittes.eventos



*Este texto foi extraído do capítulo Organização de Eventos do livro

Cerimonial – Fatos, Fotos e Sucesso no Município. Eliane Ubillús- ISBN 978-85-98605-90-6 - Cultura Acadêmica

7 visualizações
telegram-logo.png

Receba nossos conteúdos sobre gestão de eventos e cerimonial!

Luane Bittes

E-mail: diretoria@luanebittes.com.br

© 2017 LUANE BITTES Todos os direitos reservados.  

   Criado  com           por Candiá Produções.

_whatsapp_icon-icons.com_65789.png